Biblioteca Padre Dourado lança campanha de doação de sangue

  • Sex, 30/Out/2020

A Biblioteca Pare Dourado, do UNIESP, deu início a uma campanha solidária de doação de sangue. Como incentivo, o participante poderá pagar qualquer multa da biblioteca doando sangue para o Hemocentro de João Pessoa. Basta marcar sua doação e direcioná-la para “Doação Solidária Biblioteca Padre Dourado 01/2020, código 492”. Depois disso, é só preencher o requerimento na biblioteca, com o comprovante de doação anexado. O projeto vai até o fim do Inova UNIESP, no dia 09 de novembro.

A bibliotecária responsável pela Biblioteca Padre Dourado, Elaine Moreira, enfatizou que os hospitais estão passando por uma grande necessidade de doações. “Devido a esse tempo de pandemia que estamos passando, muitas pessoas estão hospitalizadas e os bancos de sangue estão precisando de doações da população. O próprio hemocentro está fazendo campanhas para poder contribuir com o banco de sangue e salvar vidas. Então, a nossa iniciativa foi de fazer essa campanha em prol da saúde da população, principalmente considerando a necessidade nesses tempos”, explicou.

O Hemocentro de João Pessoa atende de segunda a sexta das 7h às 17h30 e aos sábados das 7h às 12h, na Av. D. Pedro II, nº 1548, Jaguaribe. O agendamento pode ser feito pelo WhatsApp, através do número (83) 3133-3473. CONFIRA OS REQUISITOS PARA DOAÇÃO:

  • Esteja alimentado. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas e nem uso de maconha nas últimas 12 horas;
  • Não estar gripado, resfriado ou em processo alérgico;
  • Não ter tomado antibiótico nos últimos 15 dias;
  • Ter repousado bem na noite antes da doação;
  • O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
  • Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
  • Ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
  • Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
  • O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
  • Não ter se exposto ao risco de contrair o vírus da AIDS;
  • Não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva (micropigmentação) nos últimos 12 meses. No caso de piercing na cavidade oral e/ou na região genital, aguardar 12 meses após a retirada;
  • Não ter diabetes;
  • Não estar grávida, nem com suspeita de gestação;
  • Não estar amamentando, ao menos que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses;
  • Não estar acompanhado de crianças, sem acompanhante na hora da doação;
  • Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.



MAIS NOTÍCIAS



I GYMNASTIKIDS ONLINE UNIESP
27 Nov
I GYMNASTIKIDS ONLINE UNIESP

Projeto Coordenado pela Professora Kaethy Little acontecerá nesse sábado (27), a partir das 8 horas.

Coordenações de Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores lançam concurso de Ideias em Gentilezas Urbanas
26 Nov
Coordenações de Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores lançam concurso de Ideias em Gentilezas Urbanas

Alunos dos cursos poderão inscrever seus trabalhos até o dia 11 de dezembro e concorrer a prêmios em dinheiro

Comunicado: Suspensão das atividades presenciais
25 Nov
Comunicado: Suspensão das atividades presenciais

Posicionamento institucional sobre a decisão judicial ACP nº 0810696-26.2020.4.25.8200



FIES: Prazo para aditamento vai até segunda (30)
24 Nov
FIES: Prazo para aditamento vai até segunda (30)

Estudantes podem fazer renovação, dilatação e transferência pelo site.

Núcleo de Carreiras realiza seleção com egressos para Trainee da Norfil
19 Nov
Núcleo de Carreiras realiza seleção com egressos para Trainee da Norfil

Avaliação aconteceu nesta quarta-feira e vai escolher dois ex-alunos do curso de Administração do UNIESP

Professor do UNIESP alerta para riscos de desabamento na falésia do Cabo Branco
19 Nov
Professor do UNIESP alerta para riscos de desabamento na falésia do Cabo Branco

O geógrafo Williams Guimarães coordena um projeto de extensão que monitora a área das falésias e indica riscos para visitantes